.post a img, .post img { width: 695px; height: auto; padding: 0; margin: 0px -40px 0px -40px; border: none; } -->

01 julho 2018

Lidando com os próprios medos

Photo by Aziz Acharki on Unsplash



*Ei! O Deivy não recomenda que pessoas que possuam depressão, ansiedade ou qualquer fragilidade psicológica ou emocional usufrua deste conteúdo, caso esteja precisando de ajuda ligue para 188 ou acesse o site da CVV. Há pessoas que se importam contigo, inclusive eu ;D

Ansiedade, medo, indecisão sobre o próprio futuro. É imprevisível o nosso próximo medo, o motivo pelo qual iremos nos desesperar - mesmo que ele seja invisível, as expectativas de resistir é cada segundo maior. As mãos esfriam e suam, a pele arrepia mesmo com um calor infernal, as músculos contraem, o corpo reage a toda essa situação com uma tremedeira incontrolável, a boca vai esticando-se por ambos dos lados, como um emotion de tristeza que envio cada vez mais pros meus amigos para notificar o meu estado atual. É assim que funciona a minha crise de ansiedade.



E mesmo que ninguém perceba, me contorço aos poucos, disfarçadamente, para massagear as dores internas, nos órgãos, nos músculos mais necessários do corpo, que me fazem tropeçar no vento para um queda sinistra e sem motivo aparente algum. Tento falar, sou interrompido com mais e mais palavras e ataques de ódio e repreensão as minhas dores, os meus desejos, ao que sinto verdadeiramente e profundamente: ninguém se importa mesmo!

Lidar com os meus medos me fez mais forte, mas cansa, causa uma exaustão sem tamanho, uma dor corporal imensamente desconfortável, mesmo estando sentado o tempo inteiro. A respiração está ofegante, o coração pesa e dói, perco a noção de toda a realidade e necessito recuperar a minha sã consciência com algo, uma música talvez, mas eu queria mesmo era uma palavra de carinho, um abraço quente e verdadeiro, e alguém que se importasse comigo.

Entro num labirinto de emoções, e mesmo passando pelo mesmo diversas vezes, não consigo achar a saída. 

Me sinto confortável em saber que há mais pessoas passando pelo mesmo que eu, não por desejar o mau para alguém, mas por ter em plena consciência de que posso esbarrar com uma dessas pessoas, e terei uma resposta, ou solução, para a minha crise de ansiedade. Leio, escrevo, tento ocupar o meu tempo com coisas e afazeres que realmente irão me deixar realizado, feliz, mas só resolveremos os problemas quando aceitarmos o problema.

Estou escrevendo um novo projeto, é incrível a sensação de ver ele crescendo e tomando forma a cada dia que passa, ver que o meu esforço está sendo completado a cada dia que passa e apesar de ter uma enorme ansiedade para compartilhar o que de fato é este projeto, prefiro dar uma segurada até que possa confirmar comigo mesmo o seu êxito. E será uma das melhores coisas que já terei feito. Um dos pontos que utilizei para lidar com os meus medos, que me sufocam, internalizam a dor e quando penso que ela já foi completamente, o corpo reage com grande exaustão. Ansiedade? Talvez! Mal sei o que sinto, penso e decido por mim mesmo. E querendo dizer que está tudo bem, engano a mim mesmo com todas essas mentiras incrivelmente fantasiadas. Enquanto queimo por dentro. 

Lutar contra os meus medos parecia a coisa mais fácil a se fazer, mesmo sabendo que dói algumas decisões, sabendo que precisaria magoar algumas pessoas para poder ser feliz. Mas ninguém nunca correspondeu as minhas expectativas, não sou eu quem irei corresponder as dos outros! Que sejamos felizes, já que felicidade é individual. 

6 comentários:

  1. Melhoras e sucesso com o novo projeto.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Emerson. Em breve compartilharei mais novidades!

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  2. Força no seu projeto!
    É bom quando sabemos que outras pessoas passam pelas mesmas coisas, pois assim podemos nos identificar e nos unir para melhorar <3

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Bruna.
      Estou seguindo com muita força e apoio de vocês que visitam o blog.

      Beijos do Deivy!

      Excluir