.post a img, .post img { width: 695px; height: auto; padding: 0; margin: 0px -40px 0px -40px; border: none; } -->

18 julho 2018

Resenha: Isaac, do autor Alan Silva

Nome: Issac
Autor: Alan Silva
Compre: Amazon
Nota: 10
Sinopse: "[...]Meu nome é Isaac, o meu tempo está acabando, eu sinto isso. E antes de dizer Adeus eu queria que você soubesse que eu fui feliz, que eu vivi. Moro em uma cidade pequena, com um parque destruído, uma cópia do cristo redentor, uma escadaria no meio de morros, uma ponte em cima de um trilho de trens que levam a lugares ainda desconhecidos por mim. Nem sempre estou aqui, na maioria das vezes estou pensando no destino das pessoas, as vezes estou viajando, mas sem destino nenhum. Outras vezes estou sonhando, principalmente com o futuro, um futuro incerto, imprevisível, totalmente mutável. Eu queria poder não acreditar no destino, mas ele resolveu jogar comigo e dessa vez não me explicou as suas regras.[...]" Leia completa

Antes de começar a escrever o Garoto Mágico, fiz uma inscrição no formulário para ser parceiro de um livro onde apenas a sinopse me fez criar uma paixão pelo livro, sem nem conhecer a sua procedência. E foi assim que conheci Isaac, do autor Alan Silva, e mesmo procrastinando cada página para aproveitar cada parágrafo, desmistificar cada sentimento e pensar: como alguém foi capaz de criar um livro tão maravilhoso quanto? tive a honra de deixar o livro como o meu favorito da vida, e pretendo deixar por tempo indeterminado. 

Há tempos estava necessitando me ver em um personagem, encaixar-me dentro de uma história criada por uma outra pessoa que nem sabe da minha existência, creio que seja isso a representatividade, e mesmo não tendo uma figura do personagem em si, tendo tanta informação sobre o seu porte físico para assemelhar ao meu, o autor deixou essa brecha para que nos colocássemos no lugar dele nas situações e poder acionar o nosso lado humano, empático, pode não ter sido essa a sua intenção mas acertou em cheio.

Pude me ver em algumas situações aqui, outras ali, viver uma realidade onde todos os acontecimentos estavam na palma da minha mão. E isso deu um grande ênfase a história do garoto Isaac. O personagem, assim como o autor, é bissexual, um fato que não prestei atenção quando criei interesse pelo livro, e depois que descobri, me fez amar ele ainda mais e poder ter sede de saber a sua trajetória, o que tinha para contar e as experiências de vida que nós lgbtqiap+ passamos diariamente, na maioria dos espaços e dentro da sociedade, estando sempre as margens dela. Tive uma esperança maior ao ler, saber que a minha trajetória, provavelmente a sua também e a de muitos, estava sendo contada de uma maneira tão natural e sem esconder os traços que a sociedade alinha em nossas vidas. E é isso que precisamos, LGBTQs contando a história LGBT. 

"Da minha boca, deixei escapar um grito de liberdade, como se tudo que eu já tivesse vivido até aquele momento fosse apenas um grão, da vasta praia que é a vida." - Isaac


Eu teria muito que contar, talvez uns spoilers, mas o meu amor, carinho e admiração pela história está fervendo a todo momento, recomendei para diversos amigos e conhecidos próximos que senti a necessidade de degustarem a história, e o feedback foi o mesmo: uma maravilha sem fim. Posso estar puxando demais o saco do livro, poderia encaixar diversas palavras que não fariam tanto sentido para alcançar um pouco do meu amor por Isaac, mas como isso seria impossível, deixo as palavras que formam um conceito concreto falarem por mim e pelo meu coração.

Recomendo-o em todos os sentidos, as vezes senti a necessidade de me isolar do mundo com uma xícara de café e só voltar a realidade no último parágrafo, da última folha. E poder aproveitar cada conteúdo que o Alan nos ofereceu. Foi, sem dúvidas, a melhor parceria na história do Blog do Deivy até agora. Também o melhor livro já lido por mim, sem desmerecer os outro, mas nunca me vi totalmente numa história como essa.

Obrigado, Alan e Isaac!

6 comentários:

  1. Parabéns sua resenha está ótima. Também li Isaac e adorei, chorei muito e ainda choro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nilton.

      Fiquei muito impactado com toda história também, aproveitei os ânimos para escrever a resenha e poder dá origem a alto real.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  2. Autor aqui: Muito obrigadooo meu querido por tudo! Aaaaaaaa chorei horrores com essa resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alan!

      Quem agradece sou eu, espero trabalharmos juntos mais vezes.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  3. Sou bissexual e não lembro de ter lido algum livro onde o personagem tem a mesma sexualidade que a minha! Fiquei interessada nessa história!

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruna!

      Creio que vá gostar, é uma história muito bem aprofundada, sem utilizar das frases para encher linguiça. Também um ponto forte para identificar-se.

      Beijos do Deivy!

      Excluir