.post a img, .post img { width: 695px; height: auto; padding: 0; margin: 0px -40px 0px -40px; border: none; } -->

20 outubro 2018

Entrevista com o Autor Enrique Coimbra

Enrique para o Canal Futura
Estou escrevendo o meu primeiro livro, o 'Garoto Mágico', e por ser uma obra independente acabei descobrindo diversos outros autores que lançam livros virtuais e investem dentro desse âmbito para conquistar leitores, um deles foi o Enrique Coimbra que inicialmente conheci como Blogueiro e Youtuber e logo depois fui descobrir as suas obras publicadas - inclusive, fiz resenha de um dos seus livros. Tive a oportunidade em entrar em contato contigo e batermos um papinho sobre ti, seus projetos já publicados e futuros. 

Pergunta: Primeiro de tudo, quem é o Enrique sem H? O que ele faz? Onde vive? 
Resposta: Enrique Sem H é um tipo de nome artístico para que o Enrique Coimbra — que sou eu, um escritor da zona oeste carioca nascido em setembro de 92 — possa gravar e postar vídeos na internet. Toda vez que me apresentava para uma pessoa, eu dizia: “Olá, eu sou o Enrique Sem H!” — daí o apelido pegou. Comecei a publicar romances LGBT no formato de e-books quando tinha 15 anos e compartilhei no canal “Enrique Sem H” minha realidade sofrendo, conhecendo e curando a depressão que me perturbava. Hoje tenho 2 romances e uma fantasia sombria disponíveis na Amazon e no Kobo, e posto vídeos semanalmente sobre se tornar adulto, ansiedade, depressão, minimalismo, viagens e trechos dos meus diários.

P. Qual o propósito principal que você tem com o seu canal e todo conteúdo que produziu pra internet?
Meu propósito sempre foi transformar meus sofrimentos — e as possíveis soluções que descubro ou desenvolvo pra eles — em ferramenta emocional e intelectual para que outras pessoas não sofram sozinhas nem na mesma intensidade que eu sofri por ter sido estigmatizado.

P. Seu livro é incrível, realmente amei ler e escrever a resenha dos 'Hereges de Santa Cruz'. O que você pensou/sentiu quando estava escrevendo ele e o que quis dizer com toda obra?
Eu tinha 16 anos quando tive a ideia de criar uma história de ocultismo, bruxaria e paranormalidade que misturasse elementos estéticos de dois filmes que eu amava muito — “Jovens Bruxas” e “Os Garotos Perdidos” — mas que se passasse numa realidade que eu me identificasse — a periferia do Rio de Janeiro. Aos 20 anos eu larguei a faculdade pra escrever em tempo integral pro meu antigo blog, o Discípulos de Peter Pan, e consequentemente dediquei meu tempo pra escrever “Os Hereges de Santa Cruz” num mês só! Deu certo! Hoje a obra representa pra mim um espaço pra brincar com o gênero da fantasia sombria dentro da literatura — especialmente porque escrevo muitos romances —, mas também um retrato de três jovens roqueiros, pobres, frustrados, enfurecidos e nada compreendidos pelos familiares ou vizinhos na zona oeste da tão famosa “Cidade Maravilhosa”. 

P. Como funciona ser um escritor independente? É muito difícil 'embarcar' nessa ideia?
A parte mais difícil pra “embarcar” na carreira de escritor independente — o profissional capaz de escrever e lançar os próprios livros sem parcerias com editoras — é ter disciplina pra aprender não só a escrever uma história interessante, mas também se separar dela para revisá-la, administrar a criação de uma capa com identidade, e se preocupar com planejamento de divulgação e material pra marketing, o que não é mole — ou barato. Uma solução — a que serviu pra mim — foi aprender como fazer tudo isso sozinho, pra que eu não precisasse pagar nenhum designer gráfico, publicitário ou editor auxiliar pra publicar meus trabalhos. Ainda existe um desafio maior: vender livros no Brasil é difícil porque pouquíssima gente lê ou está disposta a pagar pelo valor de um e-book produzindo de maneira independente. Muita gente baixa livros em sites piratas, o que propaga o hábito da leitura pra quem não pode pagar, mas quase sempre faz com que escritores como eu deixem de receber uma grana que é fundamental pra que a criação de novos livros continue acontecendo — ou para que contas sejam pagas. Eu ganho entre R$ 1 e R$ 5 por livro vendido e um plano que tem funcionado pra mim, pra que eu possa me sustentar dos meus livros, é escrever vários livros com histórias que sinto necessidade de contar, sem medo se vão achar minha história boa ou ruim, e lançar sem muita cerimônia. Quanto mais livros eu lançar, mais chances tenho de abrir novas fontes de renda. Muitos autores independentes ficaram milionários dessa forma, fazendo apenas o que gostam. Ainda não cheguei lá, mas é meu objetivo, sim.  

P. Eu li por muito tempo o seu blog, 'Discípulos de Peter Pan', pretende retomar a produção de conteúdo nele?
Não, infelizmente o Discípulos de Peter Pan não está em meus planos pro futuro. Focar apenas em lançar novos livros e vídeos faz com que meu tempo investido seja melhor recompensado — e acredite: dá muito trabalho! Vídeos como o episódio 3 da série #EnriqueNômade — que estou exibindo no canal atualmente — passam de 46 horas pra serem finalizados! Não nego que adoraria retomar o DDPP, mas não imagino que vá acontecer.

P. O que é necessário focar realmente para poder escrever um bom livro e poder fazer uma boa divulgação dele?
É difícil dizer o que é um “bom livro”, mas gosto de pensar que um bom livro é capaz de entreter, inspirar, retratar uma época e estimular o pensamento, a criatividade e a empatia de quem lê. Dessa forma é importante que a história seja consistente, harmônica e dinâmica, com um ritmo próprio, com ousadia, mas que não traia a si por falta de cuidado. Já uma boa divulgação é aquela que expressa a identidade do livro, chama a atenção do público-alvo, e principalmente converte pessoas que só estão namorando a capa ou a sinopse em compradores imediatos — e, consequentemente, leitores. Com atenção, prática, paixão e integridade, escrever um “bom livro” ou fazer uma “boa divulgação” se torna parte do processo natural de crescimento profissional e artístico dos escritores “indies”. 

P. Você pretende lançar algum outro livro?
Estou trabalhando há anos no segundo volume de “Os Hereges de Santa Cruz” e em dois novos romances LGBT. Pra saber quais livros estão disponíveis é só acessar meu site (www.enriquecoimbra.com.br) e/ou entrar pro Clube do Enrique, onde envio e-mails completamente pessoais e escritos por mim com as datas dos meus próximos livros a serem lançados, com novos vídeos, e com reflexões sobre a vida pra quem tem interesse não só no que escrevo, mas no que também publico através dos vídeos do canal Enrique Sem H. É a melhor maneira de se manter a par do que acontece no meu mundo, já que não uso redes sociais pra avisar sobre nada além dos vídeos novos.

P. O que você vem focando em fazer/produzir atualmente? Algum projeto em mente?Estou trabalhando em 4 projetos simultaneamente: o canal Enrique Sem H no YouTube; o segundo volume de “Os Hereges de Santa Cruz”; estou escrevendo um novo romance LGBT; e estou preparando o relançamento de uma trilogia de romances LGBT que publiquei entre meus 15 e 18 anos de graça na internet, mas que hoje não estão disponíveis oficialmente. Paralelamente tenho participado de documentários para a HBO, Vice e National Geographic sobre depressão, internet e redes sociais, e a relação dos meus livros com tudo isso.

O que achou do Enrique? Conheça mais sobre ele em seu site.

15 outubro 2018

Como fazer um conteúdo memorável

Photo by Shridhar Gupta on Unsplash

Quando passei a seguir influenciadores que ensinam outros influenciadores, aprender a dominar a arte do conteúdo que fixa na mente das pessoas se tornou uma das minhas metas - felizmente batida. Muitos conteúdos publicados aqui no blog continua recebendo acessos e multiplicando cada vez mais, e principalmente, recebendo o reconhecimento das pessoas que testaram ou usufruíram do conteúdo e fizeram efeito dentro do seu blog. Já recebi mensagens de uma blogueira amiga sobre uma publicação de 2016 que ainda estava sendo lida diariamente como fonte de inspiração.


E é exatamente assim que funciona o conteúdo memorável, mesmo que os fatos ou dicas estejam desatualizados, ele continuara mantendo-se relevante pois há informações de qualidade e de grande utilidade. No momento em que deseja criar conteúdos que permaneça sendo acessado por seus seguidores e nunca caía na média de visibilidade, é importante pesquisar e desenvolver algo que possa ser aplicado em diversos momento, mesmo que o tempo passe. Apesar das minhas dicas serem atualizadas, foram coisas que contribuiu para o desenvolvimento inicial do meu público, por menor que seja, trouxe uma risca experiência para mim e proporcionou uma grande visão de conhecimento sobre trabalhar diretamente com pessoas de forma que trouxesse o aumento da minha influência digital, e também credibilidade. 

Compartilhar conteúdo real

Existe uma enorme importância dentro dos conteúdos reais que podem trazer credibilidade: a verdade! Eu já presenciei diversas caídas na blogosfera por falta de realidade dentro da postagem ou dizeres muito vazios e sem muita explicação. Por isso todas as dicas que dou contêm bastante rebatimento dentro de cada tópico - além de explicar do que se trata. É importante defender a sua tese, e desenvolver uma boa explicação dentro de todo contexto o deixa ainda mais rico e verdadeiro - afinal, abriu espaço para reflexão, um conhecimento além do sub-título que já chama atenção por si só. Além de construir uma credibilidade baseada em feitos que geraram resultados (já li muitos comentários de vocês agradecendo por isto), terá uma massa de popularidade confiando e utilizando daquilo que vai ao ar em seu nome: a responsabilidade digital vem de brinde. 

Divulgação seletiva e periódica

Quando publicamos algo novo, normalmente ele é: compartilhado nas redes sociais e nos grupos para gerar resultados. Mas, há um tempo atrás, percebi que jogar novidades aos quatro ventos e a partir daquele momento esquecer da sua existência é algo que jamais devemos fazer. Quando passei a selecionar os conteúdos que seriam impulsionados - recebendo divulgação extra e periodicamente -, passei a ter mais retorno, engajamento e aumentado a popularidade de cada uma. Um dos maiores exemplos do que estou falando foi citado na postagem anterior, sobre o segredo do conteúdo de sucesso e de fato, é importante re-compartilhar diversas vezes um único post, isso faz com que alcance outras pessoas. Hoje, escolho a dedo os conteúdos que farão sucesso pois estarei disposto a investir tempo em cada um deles para realizar a divulgação capaz de me trazer retorno visível e abundante - mesmo que demorado, são questões que levam tempo. 

Transfira conhecimento

Todas as minhas maiores postagens levam algum conteúdo relevante: não fala sobre as tendência de mora nas passarelas, mas ensinam algo muito valioso ao público que me acompanha e conheço tão bem. Conhecimento é algo que nunca sai da cabeça de alguém, quando filtrado, jamais seca. Deixe uma reflexão, uma passagem marcante que possa ser lembrada em algum momento da vida do seu leitor ou qualquer coisa que fixou na sua mente de uma boa forma - te levando a pensamentos. Como disso, a maioria das minhas dicas possuem algum profundo conhecimento que pode impactar alguém. O que está na internet é atualizado o tempo inteiro, as vezes pensamos que é impossível ter destaque dentro dela, mas com esforço e personalidade tudo é possível.

Qual seu conteúdo de maior sucesso?

06 outubro 2018

O Segredo do Conteúdo de Sucesso

Photo by Marvin Meyer on Unsplash
Há um tempo atrás, quase 6 meses, eu publiquei aqui no blog 4 mentirinhas que contam para nós blogueiros, e não demorou muito para se tornar a postagem mais acessada de todo blog, e nesse espaço de tempo vi muitos outros conteúdos surgindo abordando o tema de conteúdo memorável, marketing de conteúdo e relevância dentro da blogosfera com aquilo que produz. De fato, conheço tão bem o meu público e as redes sociais que trabalho que, sei o quão iria alcançar com a publicação com a tremenda divulgação que fiz. Sem precisar ter investido muito para impulsiona-la mais um pouco, para que superasse a minha expectativa.

Conhecer o Público-Alvo

A publicação foi divulgada quase 60 vezes em blogosferas diferentes e qualquer outro grupo que tenha blogueiras como participantes, e isso faz parte do conhecimento do seu público. O blog tem uma grande quantidade de conteúdos voltados ao crescimento virtual, e com isso, acabei conquistando um público interessado no conhecimento que tenho a compartilhar. Divulgar os conteúdos certos nos lugares certos faz parte de todo conteúdo de sucesso. Foi fazendo isso que consegui obter um alcance de mais de 2.500 pessoas na página do Facebook. Não foi somente compartilhando nos grupos que consegui alcançar essa marca gigantesca, divulgar entre amigos blogueiros e interagir bastante (sendo sempre sincero!) trouxe para mim uma vasta visibilidade, o que deu um boost muito grande na publicação e no blog, fazendo a postagem ser - como estimado - o post mais acessado do blog. E caso visite outros blogs voltados para o mesmo assunto que o meu, verá claramente que sempre falamos sobre conhecer o seu público, e de fato, é extremamente fundamental para que alcance sempre bons números de visibilidade, credibilidade e retorno consolidado. 

Esse é o primeiro passo para poder gerar conteúdos de sucesso dentro do âmbito social, capaz de influenciar o comportamento de outras pessoas e mudar a maneira de pensar e agir. A influência digital é linda, mas traz uma grande responsabilidade. Muitas pessoas me agradeceram pelo que compartilhei na publicação, como pode ver nos comentários da mesma.


Divulgar no lugar certo

Falei sobre isso mais acima, mas, é importante ressaltar este fato pois caso queira investir em tráfego orgânico sem pagar nada por isso, é preciso saber onde irá compartilhar a sua publicação para que ganhe relevância para o algoritmo das redes sociais e passe a ter mais visibilidade entre os seus seguidores e aqueles que fazem parte dos grupos. Até mesmo seja recomendada para outras pessoas. Por exemplo: não faz sentido divulgar um DIY em um grupo onde as pessoas estão interessadas em receitas saudáveis, tampouco compartilhar uma dica de maquiagem onde o foco principal é a consultória de imagem para empresas. Por isso é importante reavaliar o seu conteúdo, a categoria que ele pertente, o seu público-alvo e onde ele será divulgado para poder ter sucesso dentro do seu blog com ele - o que é fundamental!

Saber com quem está conversando

Percebeu que é essencial conhecer o público que entra em conversação em cada publicação que vai ao ar através do seu blog? Isso é muito importante em cada conteúdo que você desenvolve. E com certeza já deve ter percebido o quão é importante estudar quem o seu blog alcança, quem está querendo te ouvir e como as pessoas estão interpretando o seu conteúdo, e principalmente, quem você está alcançando. Saber que o seu público é você é um dos primeiros passos, ele tem os meus gosto que ti, as mesmas curiosidades, desejos, possivelmente sonhos e objetivos. Depois que fiz esse estudo com alguns anos de experiência, recolhimento de depoimentos e uma ajudinha com o Analytics de cada rede social, pude aprender como criar conteúdos que fariam efeitos e trariam o resultado que o meu público e eu esperávamos. Como converso com bloggers, tento ao máximo publicar as dicas que realmente fizeram efeitos durante toda minha trajetória de descobertas. Criar um conteúdo de sucesso vai mais além de estratégias de marketing para fazê-lo subir rapidamente, criar algo de qualidade fará mais efeito do que imagina, experimente ouvir o que seu público tem a dizer sobre ti, e depois aplique essas dicas.

03 outubro 2018

Ao meu décimo sexto aniversário

Meu aniversário está acontecendo no período mais crítico (acredito eu!) da política brasileira, e mesmo assim a minha autoestima não foi abalada, o meu ânimo particular para que ocorra logo não ficou de lado e meus dias estão raiando com um lindo sol quente, e uma brisa fresca enquanto vou e volto pelas ruas. As coisas parecem que não são mais surpreendentes, aprendi a fazer a minha felicidade, destruir a tristeza e controlar a ansiedade. Os meus amigos estão tendo os próprios caminhos e isso me deixa contente, vê-los feliz sempre foi o meu maior desejo de realização, este ano me presenteou com algumas novas amizades que brevemente se tornaram algo maior, viraram o verdadeiro significado de amizade. Isso me deixa com um gostinho de realização na boca. Os meus dias foram carregados até aqui, subindo e descendo com muitos afazeres, confirmei mais compromissos com outras pessoas incríveis e mesmo com desafetos com o meu próprio blog, fico incrivelmente feliz quando abro o meu painel.

Estou cada vez mais ativo no NationPop, que tem como dono um dos blogueiros que mais admiro nesta blogosfera, o Gabriel, e hoje faço parte da sua incrível equipe. Conheci, admirei e agora escrevo para o Jornal Informal, realizando sempre que possível o meu maior prazer: informar e compartilhar conhecimento. Uma realização passada e uma atual, que me deixa super feliz por ter conquistado este espaço.

Fui convidado para realizar um guest post no Cansei de Ser Pop, o blog do Diorman Werneck. Outro blogueiro que também admiro muito, pelo seu conteúdo, personalidade e carinho. Faço parte do Beco de Ideias, um futuro projeto que irei ativar junto com a Lais Cruz, que leva um legado que foi pregado por muito tempo aqui no blog e permanece até hoje, a cada conteúdo que crio, compartilho e divulgo. Estou escrevendo um livro que possui as minhas melhores qualidades interpretadas por um personagem fictício que amo muito, e a cada dia que passa é mais acalorado e desejado por aqueles que me conhecem de um jeito especial. O que torna o livro também especial. Mesmo tendo rotinas pesadas, o sentimento de realização ainda é possível ser sentido, os momentos de tensão ainda são presentes mas a minha ansiedade em viver este momento não deixou que energias pesadas me abalasse. É um momento especial para mim. 

22 setembro 2018

Livros para ler numa tarde #1

Photo by Laëtitia Buscaylet on Unsplash
Ultimamente estou lendo bastante, isso é muito bom, minha imaginação e criatividade vem fluindo grandiosamente, me fazendo ter uma produtividade enorme tanto no blog quanto nos que escrevo e tenho coluna. Preciso distrair a mente e não me deixar ser consumido pela ansiedade. E também ter conhecimento suficiente para não depositar confiança em pessoas erradas, principalmente neste ano de eleições (inclusive, #EleNão). São livros curtos - pelo menos para mim que engulo os livros facilmente haha! - e que podem ser lidos em um único dia caso esteja disposto e desocupado, mas recomendo que vá com calma, as história são boas e dão um gostinho de quero mais quanto mais procrastinar para retomar a leitura (bom, eu não fiz isso).


Contra Tempo

Henri B. Neto

Quantas vezes desejamos voltar no tempo e corrigir um erro presente? É exatamente isso que o personagem enfrenta durante toda história, o que era para ser somente a véspera do seu aniversário acaba tornando diversos dias repetidos, com os mesmos acontecimentos e coincidências - que ironicamente, já havia frisado. Apesar de ter sentido uma incrível falta de interesse, o autor aprofundou muito bem os personagens e fez com que os sentimentos de cada um fossem sentidos pelo leitor no decorrer da história, e depois, perceberá que todo aquele tédio era na verdade a curiosidade da história que o livro em si transmite. Dá para ler uma grande parte do livro em somente um dia - o que fiz, dá para perceber o quanto te anima para querer saber o decorrer da aventura que todos os personagens irão passar para poder ajudar o Nicolas Guerra a conquistar o que tanto deseja: o seu amado.


Alisson no País das Maravilhas

Liber Matteucci

Um gostinho de fantasia com a realidade geográfica, política e linguística brasileira. Dá uma sensação de estar em casa, de identificação, uma recordação passada. É uma crítica política indireta, que não defende e nem ofende. Leva Alisson para um passeio nas profundezas do asfalto, o-deixa igualado a todas as outras classes que dominam e são dominadas - incluindo a sua. É comprido, mas o contexto da história não é perdido em nenhum momento. A aventura é longa, todos os personagens trazem um toque especial e complementar ao todo, fazendo a sua imaginação transbordar e se aprofundar em todos os sentidos.




De Todos os Motivos

Vitor Castrillo

Que tal contar sua ideia de relacionamento na internet? Pedro vai, literalmente, recorrer a internet para saber qual decisão tomar em relação aos sentimentos que sente por Henrique que (muito fofo!) se dedica a sua felicidade. É um romance curto, atual e cheio de momentos fofos para esquentar o coração, ambos conseguiram me ganhar e trouxe uma curiosidade intensa para saber o que de fato ocorreria no final, com certeza não podeira ficar somente na amizade colorida que têm - o autor não poderia fazer isso comigo! -, trazendo-te para os seus íntimos e te fazendo torcer para que tudo dê certo. É profundo, consegue sentir a angustia do personagem para conquistar o seu amado aventureiro.

Qual a sua leitura atual?