.post a img, .post img { width: 695px; height: auto; padding: 0; margin: 0px -40px 0px -40px; border: none; } -->

29 maio 2018

Momentos relaxantes, descontraídos e que tiram sorrisos

Hoje o dia amanheceu chovendo, nublado e frio. Assim como todos os momentos anteriores da minha vida. Mas resolvi fazer diferente, ao invés de aceitar esse momento de tristeza e amargura, decidi mudar, hoje foi uma dia diferente. E foi só tomar essa decisão que as nuvens abriram uma pequena brecha para o sol poder mostrar todo o seu brilho e aquecer o meu coração. Abri um sorriso e disse a mim mesmo: hoje nada me atrapalha.

É incrível como todos nós aceitamos as coisas ruins, mesmo confrontando, e sabendo que estará presente no nosso dia-a-dia, deixamos completamente de fazer a nossa felicidade acontecer para fazer gosto ao que nos machuca, nos oprime e deprime. Deveria ser o oposto né? Esse primeiro passo me deixou completamente leve, inspirado e admirado com tudo que havia no meu cotidiano e era deixado de lado, e era exatamente tudo que eu amo: a brisa da manhã ao acordar, o raio de sol quente chegando ao abrir a porta, o vento fresco ao passar pelo centro da cidade movimentada e inquieta por horas e horas até não restar mais nenhum estabelecimento aberto.

E quantas vezes passei pelo centro acompanhado de amigos em efeito de bebida alcoólica, gargalhando alto e conversando sobre os mais aleatórios assuntos. Sem nem ter noção de que não iria lembrar de absolutamente nada no dia seguinte. E quantas broncas recebemos quando chegávamos em casa. Mas foram momentos curtidos até o ultimo segundo, com a mais pura felicidade e companheirismo por adolescentes que aprenderam a gostar um do outro, trabalhar juntos e reconhecer e admirar a força de cada um.

Infelizmente, por ironia do destino, a minha mente fez questão de me sabotar e deixar pra lá os meus melhores e mais sinceros momentos com as pessoas que realmente fazem questão da minha presença. Talvez por que sejamos jovens, nossos metabolismo e expectativa funcionam a mil e tudo isso nos faz querer ir mais longe e o quanto antes. E agora o que tá me restando é sentar, tomar uma boa xicara de café e apreciar levemente o calor confortável dos momentos sinceros vividos durante o meu curto tempo vivido, e o café, que sinceramente, amo muito.

6 comentários:

  1. Olá Deivy, tudo bem ?
    Amei teu texto/reflexão, gosto muito da tua escrita!
    As vezes também acontece comigo de um momento ruim, me atrapalhar a ter um bom dia!
    Realmente precisamos ser mais leves e aproveitar melhor o dia!

    Tenha uma semana ainda mais abençoada!
    xoxo, Pam!

    https://palomari.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo carinho, Paloma.
      Realmente, levar em consideração as coisas boas são necessárias.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  2. Gostei muito do seu texto! E esse final? Não é a melhor coisa do mundo, apenas viver, calmamente, relaxando, respirando cada segundo, sem pressas? :)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Margot
      Fico feliz que tenha gostado, e muito obrigado! Com certeza, não há nada melhor haha.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  3. Todos momentos passam e ficam apenas como lembranças. Quem dera a gente poder voltar.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Emerson! Tem tempos que eu gostaria de ter apenas lembranças, retornar não seria uma boa opção.

      Beijos do Deivy!

      Excluir