.post a img, .post img { width: 695px; height: auto; padding: 0; margin: 0px -40px 0px -40px; border: none; } -->

14 julho 2018

Como criar o hábito da escrita diária e aumentar a sua produtividade

Photo by Brad Neathery on Unsplash
Sempre me vi como uma pessoa super improdutiva, achava que o que estava produzindo não seria suficiente para nutrir o blog e agradar você, ou que não seria suficiente para nada - uma autoestima totalmente baixa em relação ao que produzo e insatisfeito comigo mesmo, apesar de não ter contado sobre isso para as pessoas mais próximas, preferi procurar o problema dentro de mim mesmo e achar uma maneira que me satisfaça ao produzir e publicar, sem estar trabalhando no automático, produzindo muito sem perceber o prazer que é expressar-se em palavras. E isso não é muito bom!

A minha relação com a escrita começou logo no meu primeiro blog, isso há 8 anos atrás, e aqueles pequenos textos escritos e super valorizados por mim, me ajudaram a dar um ponta pé na minha imensa produtividade atual, que com muita concentração e prática, pode me inspirar a escrever uma média de 4.000 mil palavras em um único dia, ou em algumas horas. E conversando com alguns amigos escritores e blogueiros, notei que a produtividade não é muito comum entre eles e tampouco conseguem encontrar essa inspiração facilmente - o que vejo como um problema. Como acredito que a produção de conteúdo constante deriva-se da prática diária, decidi dar algumas dicas que podem te motivar a escrever cada vez mais e melhor.

Apesar de ser algo um pouco complicado de ser realizado, a escrita, pela quantidade de regras de formação, um pouco de prática seguindo estas dicas que pode te ajudar a ver como uma uva!

Vamos com calma!

Eu precisei desses oito anos na blogosfera para alcançar o nível de produtividade que hoje possuo, escrever para a quantidade de projetos e colaborações que faço e continuar mantendo esse ritmo diariamente é imensamente desgastante, e caso eu pare em algum momento, para procrastinar, tudo pode acabar desacelerando e indo por água abaixo. A melhor coisa que pode fazer agora é ter calma e reavaliar as suas ideias, o conteúdo que pensa em produzir e procurar mais sobre a arte de escrever com qualidade e muita quantidade. 

E mesmo que consiga, é sempre bom pesquisar mais sobre o aprimoramento. Como o blog ficou um pequeno tempo fora do ar pelo grande ataque de bots que recebemos, decidi me aventurar no Medium e publicar uma ideia que tive e necessitei colocar para fora, aproveitei para ver conteúdos de outras pessoas criativas e me deparei com muitos posts ricos em qualidade, um deles foi justamente sobre como se tornar um escritor produtivo, e com certeza será uma ótima partida para quem deseja escrever mais.

Agora vamos com algumas práticas que costumo fazer!

Photo by Kinga Cichewicz on Unsplash

1) Treine sempre a leitura

Primeiro eu tinha dito para você pensar, agora escrever - espero que não fique confuso. A leitura é um hábito diário que não pode ser perdido, apesar de não publicar todas as resenhas, sempre estou com algum livro, conhecendo novos autores, novas formas de escrever e conjugar os verbos - atualmente estou lendo Isaac, um livro parceiro do blog -. E treino a escrita todos os dias no colégio, apesar de ser fora do meu propósito, as pequenas atividades, me ajudam bastante. Também utilizo o Evernote como forma de liberar os meus surtos criativos, escrevo o livro e aproveito para organizar as ideias do que posso escrever e publicar.

Não é somente escrever que te fará produtivo e criativo a todo momento, ler é uma das maiores - ou se não a maior - fonte de criatividade e conhecimento. Além de inspirar e trabalhar a sua capacidade de imaginação a cada folha, parágrafo e letra.

2) Manter a prática é difícil? 

Como tinha dito, demorei alguns anos para dar origem a minha atual produtividade, mas você pode fazer isso em algumas semanas. Caso consiga manter estável algum hábito, vá desafiando-se sempre que possível: comece numa meta diária de centenas de palavras, caso consiga manter, continue crescendo a meta cada vez mais, multiplicando cada número e tentar chagar ao máximo que puder e conseguir prolongar o assunto que escolheu desbravar. Pesquise sobre o poder do hábito e verá que ainda há muito a ser desbravado.

3) Não escolha um tema em questão

Há um tempo atrás, para ocupar a mente, eu escrevia qualquer coisa, descrevia o meu dia como se estivesse falando com um amigo, ou da maneira que viesse a minha cabeça. Poderia ser absolutamente tudo, desde descrever um filme que tinha assistido, um sentimento de ira ou conforto do momento, contar a forma que interpretou uma música ou simplesmente escrever qualquer coisa que vier no momento em frente ao papel e caneta. Até uma paixão platônica por alguém, escreva uma carta na intuição dessa pessoa e aproveite o sentimento para treinar mais, já que com objetivos a gente consegue fazer muito mais.

E até mesmo a falta de ideias, é uma ótima ideia.

4) Pesquise enquanto restar dúvidas 

Estranho, né? Mas sempre que entro em indecisão sobre um assunto, palavra ou opinião que falo aqui no blog, pesquiso em outros sites do nicho para confirmar os meus princípios e ter certeza do que estou falando/escrevendo. Ainda mais na sociedade em que estamos vivenciando, as pessoas preferem opinar utilizando a ignorância do que pesquisar antes de formular uma pergunta sobre determinados assuntos que muitas vezes está fora da sua bolha, logo, descarga uma imensa falta-de-conhecimento em cima de um debate que tinha - por finalidade - dar o dito conhecimento.

Por isso estou sempre com muitas abas abertas no navegador, cada uma reserva uma resposta para as minhas inseguranças. E isso pode ser resolvido com a tecnologia que está em nossas mãos, basta querer e desafiar os seus próprios limites. Como fiz agora, essa publicação tem 1.000 palavras!

O que você faz para ser mais produtivo?



6 comentários:

  1. Olá Deivy!
    Tomei um susto quando não consegui acessar o blog!
    Que bom que está tudo bem agora!
    Eu li o teu post no Medium!-Excelente!
    Amei tuas dicas, ótima postagem!

    Tenha uma semana ainda mais abençoada!
    xoxo, Pam!

    https://palomari.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paloma! Já estou de volta sim e infelizmente não está tudo resolvido, estou contatando a Google sobre o fato. Agradeço pelo apoio de sempre.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  2. Olá
    Assim como você, eu pratico a escrita e a leitura diária. Pra mim é natural, é tão comum quanto respirar ou beber água. Seja pra post no blog ou escrever porque quero, todo dia escrevo alguma coisa. É questão de hábito.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lary!

      Eu estou produzindo algo a todo momento, diariamente preciso escrever algo, organizar os projetos do blog e externos, produzir conteúdo para diferentes plataformas e manter uma boa frequência no colégio. Acabei, de alguma forma, criando um hábito muito grande com o mundo virtual e a minha produtividade.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  3. Gostei das dicas e o quanto você mencionou que ler é essencial, até mesmo para que a pessoa tenha novas coisas para trazer à rede. Não ter um tema em questão sempre funciona pra mim, porque geralmente escrevo meus posts no rascunho, enquanto as idéias estão quentes e vou desenvolvendo-as mais tarde à medida que o tempo permite.

    Grande abraço!
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gisley
      Leitura é sempre fundamental em qualquer que seja o ambiente ou área de trabalho, e até mesmo tema que esteja abordando. Hoje eu planejo as minhas ideias sem ter algo em mente, mas quando vou escrever, já mantenho algum assunto dessas ideias.

      Beijos do Deivy!

      Excluir